Boa Noite, hoje 01/03/2021 - 21:47:11
 

Artigo Semanal

11/12/2018

Governador Marcos Rocha, o Coronel de ‘Aba Curta’

 Imagem (Reprodução/Facebook)

 

Equipe de Transição dá as cartas, enquanto os representantes do Legislativo correm contra o tempo

 

Marcos José Rocha dos Santos, o Governador eleito com 530.188 votos representando 66,34% da votação válida no processo eleitoral de 2018 vem se comportando a exemplo de um Coronel de ‘Aba Curta’, principalmente porque na ativa usou boina e quepe. A equipe de Transição trabalha na surdina, enquanto os representantes do Legislativo correm contra o tempo.

 

A expressão é inspirada na composição do saudoso músico da Vila Isabel, Paulo Roberto Corrêa. O Paulinho da Aba como era chamado pelos amigos dá a entender que, de forma figurada, um Coronel tem o costume de aceitar debaixo de sua aba àqueles que se aventuram a viver da benesse alheia.   

 

A música que teve a colaboração de Ney Silva e Mestre Trambique fez sucesso na voz do consagrado Bezerra da Silva, mas principalmente na de Martinho da Vila. O Coronel Marcos Rocha, ao pensar em assédio por parte dos políticos deve considerar o refrão da letra: “Na aba do meu chapéu você não pode ficar meu chapéu tem aba curta você vai cair e vai se machucar”.

 

A comparação reflexiva é um claro recado que o Governador eleito começou a divulgar, antes mesmo do resultado final das eleições que o consagrou vitorioso nas urnas. A ideia é a de enxugar a máquina pública, a fim de obter uma economia que possa sobrar para investimento em prol do crescimento do Estado de Rondônia.

 

O problema é convencer os representantes do Legislativo a terem uma convivência republicana com o Executivo, pois salvo as exceções, os reeleitos e eleitos vem sendo pressionados a cumprirem acordos políticos de campanha. Para tanto, precisam do aval do governante para futuras nomeações.

 

O Coronel Marcos Rocha (PSL) tem a vantagem de ter sido eleito sem coligação partidária, portanto, como bom carioca nascido na cidade do Rio de Janeiro e aos 50 anos de idade, em tese, não deve favores aos ‘políticos profissionais’. O Vice-governador, José Atílio Salazar Martins (Zé Jordan), de Paranavaí-PR com a experiência de 66 anos terá um papel importante nesse processo.  

 

O militar e o empresário foram eleitos na ‘onda Bolsonaro’, ou seja, através do capital político do presidente eleito Jair Messias Bolsonaro (PSL). Porém, agem com mais lentidão no trato político em Rondônia. Antes de ser diplomado na segunda-feira (10), o presidente eleito já havia anunciado o nome dos 22 ministros, mantido diálogo com representantes de Bancadas Temáticas e Parlamentares.

 

O governador eleito será diplomado no dia 18 de dezembro junto com os parlamentares que fazem parte do Legislativo Estadual, Federal e do Senado da República. Em que pese as especulações, no entanto, até o momento não há um nome sequer confirmado dos futuros secretários a serem nomeados a partir do dia 1º de janeiro de 2019.

 

O Coronel Marcos Rocha passou uns dias de férias no seu Estado natal, mas monitorava com maestria os correligionários da equipe de Transição. Por outro lado, mantém contato com a população através das redes sociais. Essa foi uma forma de se blindar, temporariamente, do assédio daqueles que procuram às ‘benesses’ do poder. Todavia, após participar da diplomação do presidente eleito em Brasília, se prepara para retomar as conversações políticas em Rondônia.

 

Assembleia

A formação de coligações ou nominatas próprias é comum para a disputa eleitoral, mas após o resultado das urnas, em geral, os palanques se desfazem e começam as articulações para garantir a governabilidade. Abaixo, o perfil dos eleitos para o quadriênio 2019-2022 da Assembleia Legislativa do Estado de Rondônia.  

 

A Coligação Rondônia Unidos, Somos Fortes 2 (MDB/PV) elegeu 4 deputados. José Eurípedes Clemente (Lebrão-MDB), natural de Guaíra-SP foi reeleito com 20.357 votos aos 63 anos e possui ensino fundamental incompleto. Jean Carlos Scheffer Oliveira (Jean Oliveira-MDB), natural de Alta Floresta do Oeste-RO foi reeleito com 17.823 votos aos 29 anos e possui Ensino Superior. Luiz Alberto Goebel (Luizinho Goebel-PV), natural de Cascável-PR foi reeleito com 16.999 aos 46 anos e possui o Ensino Médio. Edison Martins de Paula (Edson Martins-MDB), natural de Nova Venecia-ES foi reeleito com 11.687 aos 60 anos e possui Ensino Superior.

 

A Coligação Juntos por Um Novo Tempo (PP/PTB/PR/ SOLIDARIEDADE), elegeu 3 deputados. Isequiel Neiva de Carvalho (Ezequiel Neiva-PTB), natural de Campina da Lagoa-PR foi eleito com 11.257 votos aos 49 anos e possui Ensino Fundamental. Aélcio José Costa (Aélcio da TV-PP), natural de Venecia-ES foi reeleito com 10.311 votos aos 56 anos e possui Ensino Superior. Marcelo Cruz da Silva, (Marcelo Cruz-PTB), natural de Porto Velho-RO foi eleito com 8.802 votos aos 36 anos e possui Ensino Superior.

 

O PODE (Podemos) lançou nominata própria e elegeu três deputados. Cássia Gomes dos Santos (Cássia dos Muletas), natural de Mucurici-ES foi eleita com 10.033 votos aos 46 anos e possui Ensino Médio. Eucirone Moreira Deiro (Cirone da Tozzo), natural de Chapada dos Guimarães-MT foi eleito com 9.962 votos aos 48 anos e possui Ensino Superior. Jean Henrique Gerolomo de Mendonça (Jean Mendonça), natural de Nova Londrina-PR foi eleito com 9.005 votos aos 40 anos e possui Ensino Médio. 

 

A Coligação Rondônia Acima de Tudo (PRB/PATRI) elegeu 3 deputados. Alex Mendonça Alves (Alex Redano-PRB), natural de Medianeira-PR foi reeleito com 13.233 aos 42 anos e possui Ensino Superior. Jhony Pedro da Paixão (Cabo Jhony Paixão-PRB), natural de Pimenta Bueno-RO foi eleito com 12.981 aos 36 anos e possui Ensino Superior. Francisco Alexandro da Silva (Pastor Alex Silva-PRB), natural de Pombal-PB foi eleito com 9.995 votos aos 38 anos e possui Ensino Médio. 

 

A Coligação Rondônia Quer Mais (PSDB/DEM/PSD) elegeu 3 deputados. Laerte Gomes (Laerte Gomes-PSDB), natural de Jacinto Machado-SC foi eleito com 16.984 votos aos 48 anos e possui Ensino Médio. Adelino Ângelo Follador (Adelino Follador-DEM), natura de Barão de Cotegipe-RS foi reeleito com 12.890 votos aos 66 anos e possui Ensino Médio. Adailton Antunes Ferreira (Adailton Fúria-PSD), natural de Cacoal-RO foi eleito com 12.859 votos aos 32 anos e possui Ensino Superior.

 

O PSB lançou nominata própria e elegeu dois deputados. Francisco Mende de Sá Barreto Coutinho (Chiquinho), natural de Serrita-PE foi eleito com 9.524 votos aos 59 anos e possui Ensino Superior. Ismael Crispin Dias (Ismael Crispin), natural de Cascável-PR foi eleito com 8.307 votos aos 44 anos e possui Ensino Superior.  

 

A Coligação Juntos Por um Novo Tempo para Rondônia III (PDT/PT), posteriormente permaneceu apenas o PDT que elegeu uma deputada. Rosangela Henrique Pereira Donadon (Rosangela Donadon), natural de Barra de São Francisco-ES foi reeleita com 9.053 votos aos 42 anos e possui Ensino Superior. 

 

O PSL lançou nominata própria e elegeu um deputado. Eyder Brasil do Carmo (Sargento Eyder Brasil), natural de Porto Velho-RO foi eleito com 9.076 votos aos 40 anos e possui Ensino Superior.

 

A Coligação Por Amor à Rondônia (PMN/PSC/PC do B) elegeu um deputado. Neidson de Barros Soares (Dr. Neidson), natural de Guajará-Mirim-RO foi reeleito com 10.699 votos aos 44 anos e possui Ensino Superior.

 

A Coligação Por Rondônia (PTC/DC) elegeu um deputado. Jair Figueiredo Monte (Jair Monte), natural de Porto Velho-RO foi eleito com 6.567 votos aos 48 anos e possui Ensino Superior.

 

A Coligação Rondônia no Caminho do Progresso (PHS/PROS) elegeu 1 deputado. Anderson da Silva Pereira (Anderson do Singeperon), natural de Taguatinga-DF foi reeleito com 11.429 votos aos 39 anos e possui Ensino Médio.

 

A Coligação Sem Medo de Ser Feliz (PT/PSOL) elegeu um deputado. Lazaro Aparecida Dobri (Lazinho da Fetagro), natural de Mondaguaçu-PR foi reeleito com 14.908 votos aos 59 anos e possui Ensino Médio.

 

Câmara 

A Coligação Juntos por um Novo Tempo para Rondônia III (PDT/PSB/PTB/SOLIDARIEDADE/PP/PR/DC/PTC) elegeu 3 parlamentares à Câmara Federal. Silvia Cristina Amâncio Chagas (Silvia Cristina-PDT), natural de Linhares-ES foi eleita com 33.038 votos aos 45 anos e possui Ensino Superior. Mauro Nazif Rasul (Dr. Mauro Nazif-PSB), natural da Barra do Piraí-RJ foi eleito com 30.399 votos aos 60 anos e possui Ensino Superior. Dirlaine Jaqueline Cassol (Jaqueline Cassol-PP), natural de São Miguel do Oeste-SC foi eleita com 34.193 votos aos 44 anos e possui Ensino Superior.

 

A Coligação Rondônia, Esperança de um Tempo Novo (PSDB/DEM/PSD/PRB/PATRI) elegeu dois parlamentares. Expedito Gonçalves Ferreira Netto (Expedito Netto-PSD), natural de Porto Velho-RO foi reeleito com 39.953 votos aos 30 anos e possui Ensino Superior. Mariana Fonseca Ribeiro Carvalho de Moraes (Mariana Carvalho-PSDB), natural de São Paulo-SP foi reeleita com 38.776 aos 32 anos e possui Ensino Superior.

 

A Coligação Rondônia, Unidos Somos Fortes I (MDB/PODE/PV) elegeu dois parlamentares. Leonardo Barreto de Moraes (Léo Moraes-PODE), natural de Foz de Iguaçu-PR foi eleito com 69.565 votos aos 35 anos e possui Ensino Superior. Lúcio Antônio Mosquini (Lúcio Mosquini-MDB), natural de Rondonopolis-MT foi reeleito com 38.630 votos aos 49 anos e possui Ensino Superior.

 

O PSL lançou nominata própria e elegeu um parlamentar. João Chrisóstomo de Moura (Coronel Chrisóstomo), natural de Tefe-AM foi eleito com 28.334 votos aos 59 anos e possui Ensino Superior.

 

Senado

O MDB elegeu para o Senado o ex-governador, Confúcio Aires Moura (Confúcio Moura). Natural de Dianopolis-TO foi eleito com 230.364 votos aos 70 anos e possui Ensino Superior. A primeira suplência é ocupada por Maria Eliza de Aguiar e Silva (Maria Eliza), natural de Arapongas-PR com 63 anos possui Ensino Superior. A segunda suplência é de Carlos Milton Moraes (Pastor Carlos), natural de Coxim-MS com 54 anos possui Ensino Médio.

 

O DEM elegeu o Deputado Federal, Marcos Rogério da Silva Brito (Marcos Rogério). Natural de Ji-paraná-RO foi eleito com 324.939 votos aos 40 anos e possui Ensino Superior. A primeira suplência é de Samuel Pereira de Araújo (Pastor Samuel Araújo), natural de Goiânia-GO aos 61 anos possui Ensino Superior. A segunda suplência pertence à Severino dos Ramos Marcelino da Silva (Pastor Severino), natural de Bonito-PE aos 56 anos possui Ensino Médio.

 

Governabilidade

É com esse cenário que o Governador eleito Marcos Rocha deverá garantir a governabilidade, mas em alerta para não se envolver no ‘toma lá dá cá’ do submundo do poder. O primeiro grande teste acontece no processo da eleição da nova Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, principalmente pela consequência de seu posicionamento em relação a candidatura A ou B e até o fato de não se envolver na disputa interna do Legislativo.

 

A governabilidade também passa pela competência dos futuros secretários, mas o que tudo indica as nomeações seguirão critérios técnicos a exemplo do que o PSL vem adotando a nível Federal. Fazendo um comparativo entre os dois correligionários em relação às eleições para às Casas Legislativas em Brasília e em Rondônia, uma certeza se assemelha – o Capitão tem pavio curto, enquanto a aba do chapéu do Coronel é curta. 

David Rodrigues

 
Publicidade