Boa Noite, hoje 03/12/2020 - 20:15:52
 

UEMP realiza reunião com famílias contempladas com o programa Minha Casa Minha Vida Entidade

21/01/2014   12:04

 

A UEMP (União Estadual Por Moradia Popular) realizou uma reunião no final da tarde de segunda-feira (20/01) com representantes das famílias contempladas com o programa Minha Casa Minha Vida Entidade, em frente ao Teatro Banzeiro. A princípio estava programada para ocorrer no auditório da instituição, mas para surpresa dos diretores da entidade encontraram o portão fechado, no entanto, resolveram realizá-la ao ar livre.

De acordo com Rosália Oliveira, uma das coordenadoras da UEMP o objetivo da reunião foi informar aos beneficiários do projeto sobre a análise que a Caixa Econômica Federal vem fazendo, inclusive com a detecção de uma deficiência no orçamento do mesmo, principalmente sobre o valor da infraestrutura a ser utilizada no empreendimento. Em virtude disso sugeriu a coordenação do movimento que procurasse uma parceria com o governo do estado e a prefeitura de Porto Velho.

A coordenação acatou a decisão da Caixa e os beneficiários também concordaram em buscar essa parceria com os órgãos públicos, a fim de garantir que o projeto seja bem executado. “Desejamos que saia um projeto que atenda os anseios de nossas famílias, de forma que seja um modelo para outros projetos com moradia digna e com qualidade de vida, e essas coisas demandam tempo, sem a parceria dos entes governamentais, a entidade demoraria concluir esse projeto técnico, por e queremos atender o quanto antes a expectativa do tralho de dois anos com essas famílias” finalizou.

Reunião histórica

Esses esclarecimentos são consequências do desdobramento da reunião histórica ocorrida na tarde de segunda-feira (23/12), onde representantes dos movimentos populares de Porto Velho firmaram parceria na sede da SPU/RO (Superintendência do Patrimônio da União/Rondônia), para garantir assentamento de famílias em Porto Velho. O contrato da CDRU (Cessão de Direto Real de Uso) foi assinado pelo superintendente do órgão Antônio Roberto, os do movimento Josué, Rosália Oliveira, Eliel e os da prefeitura Edjales Benício, Zé Carlos e Sara, dentre outros.

Famílias

De acordo com o documento celebrado nessa solenidade, a direção dos movimentos populares terá o prazo de dois anos prorrogados por mais dois para definir a área e obter a aprovação do projeto perante o agente financiador, a exemplo da Caixa Econômica e/ou Banco do Brasil e da autoridade competente para licença do projeto urbanístico e ambiental da obra. Também terá o mesmo prazo para concluir seus projetos.

Esse empreendimento habitacional de Interesse social contemplará a principio cerca de 200 famílias com rendas de acordo com os critérios utilizados no programa Minha Casa, Minha Vida do governo federal e que não possuam outro imóvel em sua posse. Sendo que preferencialmente será registrado no nome das mulheres e a transferência do imóvel só será possível após autorização prévia da Controladoria Geral da União e da Caixa Econômica Federal.

 

Fonte: RONDONIANOAR

Autor: RONDONIANOAR


 
Publicidade